Nova tributação de energia para residências

Quarta, 23 de Novembro de 2011 – 08:14

Conta de luz, cobrada por horário, pode ficar mais barata

por James Martins

Conta de luz, cobrada por horário, pode ficar mais barata
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (22) um novo sistema de cobrança que pode deixar a conta de luz mais barata. O consumidor residencial, que hoje paga uma tarifa única de energia, independentemente do horário de uso, poderá aderir ao novo sistema de cobrança e pagar tarifas mais baratas se usar eletricidade fora do horário de pico. A medida, entretanto, só deve entrar em vigor em dois anos. O novo sistema de cobrança estabelece preços de energia específicos. Para o horário de ponta, que corresponde ao pico de consumo, a tarifa será cinco vezes maior do que o horário em que a demanda por eletricidade é menor. No horário intermediário, o preço da energia será três vezes maior que no período de baixo consumo. “A nova modalidade torna-se vantajosa para consumidores com flexibilidade para alterar seus hábitos de consumo durante os horários de maior carregamento do sistema elétrico, apresentando redução em suas faturas”, argumentou o diretor Edvaldo Santana, relator da matéria. O diretor garante, porém, que a conta de luz não ficará mais cara para os consumidores que não têm flexibilidade de uso da energia elétrica. “Ressalta-se que não haverá majoração de custos para aqueles que a tarifa branca não é vantajosa, haja vista que continuarão na modalidade convencional”, garantiu Santana. Com informações de Exame.
Nada além do que o modelo de cobrança para empresas.
Com a sutil diferença de que, no caso do uso residencial, os horários de “ponta” são os em que há maior consumo natural, em função da rotina das famílias: chegada de escola, trabalho, jantar, banho, TV…
Como evitar ou mudar esta rotina???
Acredito que só seria viável e realmente econômico este modelo, se já houvesse uma regulamentação para o uso da energia gerada pelo próprio consumidor, com a devolução do excedente produzido ao sistema oficial  (compensação de KWh consumido X devolvido).
Do jeito que foi aprovado este sistema de cobrança, e com o diferencial de tarifa no horário de pico, teremos que usar geradores domésticos (nada sustentáveis, por sinal), ou voltarmos ao candeeiro, carne seca e banho frio.
E viva o progresso!

Sobre Dora Brasil Arquitetura, Sustentabilidade e Segurança

Arquiteta e Engenheira de Segurança do Trabalho, com atuação no mercado há trinta anos, direciona seu trabalho à questões de conforto, funcionalidade, eficiência, saúde, segurança, bem estar e preservação do meio ambiente. Esta filosofia vem sendo maturada e está se concretizando com a atualização profissional em Gestão Ambiental com Tecnologias Limpas, Construções Sustentáveis (Conceitos LEED) e certificação PROCEL-Edifica (EtiqEEE - Etiquetagem de Eficiência Energética em Edifícios). Nosso objetivo é levar à sociedade os conceitos de Eficiência, procurando gerar projetos para edificações visando o baixo consumo de energia e água potável, através de diversas soluções alternativas que envolvam o desgaste mínimo dos insumos da natureza e a redução das emissões de gases nocivos ao meio ambiente.
Esse post foi publicado em Sociedade. Bookmark o link permanente.

Comentaremos em breve!!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s