Horário de Verão e a consciência social

O “Horário de Verão” é um dos poucos mecanismos promovidos pelo Governo Federal em prol da redução do consumo de energia, induzindo a sociedade a mudar hábitos visando a coletividade.

O problema é que este aspecto não é devidamente ressaltado. A real importância da adoção deste mecanismo não é compreendido pela maioria das pessoas, cuja visão restringe-se à possibilidade de esticar o dia para o mero chopinho de fim de tarde…

Acontece que o povo brasileiro ainda não se deu conta da crise energética mundial, da escassez dos recursos naturais e da necessidade premente da adoção de medidas urgentes para o desenvolvimento de tecnologias para o aproveitamento dos recursos renováveis, e, principalmente, da redução do consumo dos mesmos.

Não sei exatamente a razão, mas ações governamentais são parcas no sentido de trazer à massa populacional tais conceitos, como se fossem reduzir sua popularidade ou traduzir-se em ineficiência administrativa.

O problema é sistêmico, mundial. 

O problema é tratar o mundo de forma isolada, ainda acreditando que cada país deva ser considerado como uma ilha. O mundo é sistêmico. Os problemas são sistêmicos. O fenômeno da Globalização, da abertura de mercados, criou este processo irreversível de rede interativa, em que os problemas de uns inevitavelmente refletem nos outros, nem que seja na intensidade de uma “marola”…

Assim, caros conterrâneos brasileiros, vamos deixar nosso umbigo de lado e olhar para frente, ampliar nossa visão e procurar preservar o que ainda temos com certa fartura, pois há quem já esteja sufocado por não ter como beber água potável ou usufruir do salutar aquecimento numa noite de inverno rigoroso… prestes a sucumbir ao frio extremo por falta de energia.

(DB, 23/10/2012)

Horário de verão: Ampla prevê redução no consumo de até 5% no pico

Fonte: Último Instante – 19.10.2012

Brasil – A partir da zero hora deste domingo (21), entrou em vigor o horário de verão em parte do território nacional. Os relógios foram adiantandos uma hora em relação ao horário normal. O novo horário, que termina no dia 17 de fevereiro de 2013, será instituído em dez estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, além do Distrito Federal.

No horário de ponta (entre 18h e 21h), a redução da demanda deve chegar a 5%, ou seja, 100 MW, suficientes para abastecer uma cidade de 100 mil habitantes. O principal objetivo da implantação do horário de verão é o maior aproveitamento da iluminação natural, proporcionando a queda na demanda em função do deslocamento da carga no período mais crítico do dia.

Para incentivar o consumo eficiente da energia, a Ampla informa em suas faturas dicas de segurança e consumo eficiente de energia. Os clientes também podem ter acesso a esses dados no Portal do Ampla.

Seguem algumas dicas básicas de economia que podem ajudar os clientes a economizar:

Acostume-se a aproveitar a luz natural durante o dia;

De preferência para lâmpadas fluorescentes compactas em locais que ficam com as luzes acesas mais de quatro horas; elas consomem menos e duram dez vezes mais;

Na hora de comprar um eletrodoméstico, verifique se ele possui o Selo Procel de Economia de Energia, que são os campeões da economia;

Não ligue muitos aparelhos na mesma tomada com o uso de benjamins, pode provocar aquecimento nos fios, causando desperdício de energia e até mesmo acidentes graves;

Verifique as condições de suas instalações elétricas periodicamente;

Instalações antigas, com muitas emendas ou feitas com fios de telefone, causam desperdício de energia e podem causar incêndios;

Pinte as paredes e tetos com cores claras, que refletem melhor a luz;

Use iluminação dirigida para leitura, como abajures e luminárias;

Em uma viagem longa, desligue a chave geral da casa.

Geladeira:

Não utilize a parte de trás para secar objetos;

Degele e limpe a geladeira com frequência;

Não forre as prateleiras do seu refrigerador, isso dificulta a circulação interna do ar;

Instale o aparelho em um local bem ventilado, longe do fogão, aquecedor e áreas expostas ao sol.

Ferro de passar roupa:

Junte o máximo de peças de roupas para passá-las de uma única vez;

De preferência aos ferros a vapor, que são mais econômicos;

Comece passando os tecidos mais delicados, que necessitam de menos calor, até chegar às peças mais pesadas;

Sempre que precisar interromper o serviço, desligue o ferro.

Chuveiro elétrico:

Feche a torneira para se ensaboar;

Tome banhos rápidos e, se possível, com a chave de temperatura na posição “verão”, o que pode reduzir o consumo em até 30%;

Compre sempre chuveiros de menor potência (2 a 6 kW), que são eficientes e consomem menos;

Limpe com frequência os orifícios de saída de água. Se eles não estiverem limpos, você terá menos água e o chuveiro terá que ficar mais tempo ligado.

Ar condicionado:

Evite a entrada de sol no ambiente refrigerado e instale o aparelho em um ambiente com boa circulação de ar;

Mantenha os filtros de ar limpos;

Compre o equipamento com potência adequada ao tamanho do ambiente onde você pretende instalá-lo.

Máquina de lavar roupas:

Procure lavar de uma só vez a quantidade máxima de roupas indicada pelo fabricante;

Use a dose certa indicada no manual para reduzir o número de enxágues;

Mantenha o filtro limpo.

Sobre Dora Brasil Arquitetura, Sustentabilidade e Segurança

Arquiteta e Engenheira de Segurança do Trabalho, com atuação no mercado há trinta anos, direciona seu trabalho à questões de conforto, funcionalidade, eficiência, saúde, segurança, bem estar e preservação do meio ambiente. Esta filosofia vem sendo maturada e está se concretizando com a atualização profissional em Gestão Ambiental com Tecnologias Limpas, Construções Sustentáveis (Conceitos LEED) e certificação PROCEL-Edifica (EtiqEEE - Etiquetagem de Eficiência Energética em Edifícios). Nosso objetivo é levar à sociedade os conceitos de Eficiência, procurando gerar projetos para edificações visando o baixo consumo de energia e água potável, através de diversas soluções alternativas que envolvam o desgaste mínimo dos insumos da natureza e a redução das emissões de gases nocivos ao meio ambiente.
Esse post foi publicado em Meio Ambiente, Sustentabilidade, Vida! e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comentaremos em breve!!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s